Taxas recorde do trabalho informal em 20 estados brasileiros: confira!

Anúncios

O pós-crise do Brasil ainda está muito caótico para o trabalhador brasileiro. Depois de anos de recessão, ficamos com um saldo de mais de 10 milhões de desempregados no país. Apesar da perspectiva positiva para a oferta de emprego, observamos taxas recorde do trabalho informal em 2019. Esse dado, junto com alguns dados que discutimos em artigos anteriores, nos levam a pensar que o projeto de governo para empregar o brasileiro pode deixar de contemplar algumas pessoas.

Antes de entrarmos nessa discussão, gostaríamos de comentar que enquadramos na categoria “trabalho informal” aquele em que o trabalhador não tem a sua carteira assinada. Nesse contexto, estamos falando tanto do vendedor ambulante que comercializa ilegalmente no trasporte público quanto do entregador ou motorista por aplicativo. Cada um está fazendo o que pode para ganhar seu dinheiro e pagar as contas. Contudo, na realidade, sabemos que essas pessoas estão garantindo apenas o básico para sua sobrevivência e continuam se endividando.

Anúncios
Taxas recorde do trabalho informal
Fique por dentro das taxas recorde do trabalho informal no Brasil! (Foto: Conhecimento Científico)

taxas recorde do trabalho informal

De acordo com dados divulgados pelo IBGE, o Brasil registrou taxas recorde do trabalho informal em 19 de seus Estados, além do Distrito Federal. De acordo com os dados, em muitos desses Estados o número de trabalhadores informais correspondia entre 32% e 60% do total de trabalhadores em atividade. Isso pode não parecer muita coisa quando falamos em termo de porcentagens. Contudo, quando traduzimos esses dados para o número bruto, a situação é chocante. Em média, 38 milhões de trabalhadores estão trabalhando informalmente.

Anúncios

Considere que hoje, no Brasil, sugere-se que sejamos cerca de 209 milhões de pessoas. Desconsiderando crianças , adolescentes e idosos, temos um número imenso de pessoas desempregadas. Nesse saco, ainda precisamos considerar os milhões de trabalhadores informais e os formais que ganham pouco. Diante de tudo isso, as ofertas de emprego mais expressivas se direcionam ao público que tem capacitação profissional. Assim, é mais fácil encontrar trabalho com formação universitária do que sem.

Anúncios

Como já dissemos, se somarmos esse número de informais aos muitos trabalhadores que estão ganhando apenas um salário mínimo como remuneração, vemos que o brasileiro ganha muito mal. Na verdade, além de ganhar mal o brasileiro trabalha muito mais. Não é raro ver entregadores e motoristas por aplicativo trabalhando de 14 a 16 horas por dia para conseguir fazer uma soma de dinheiro relevante. Assim sendo, apesar de a economia estar melhorando, não é para todo mundo. As taxas recorde do trabalho informal estão aí para nos mostrar exatamente isso.

Fonte: Estado de Minas

importação de carne bovina brasileira para o Kuwait

Novo parceiro comercial: importação de carne bovina brasileira para o Kuwait

Nath Finanças

Quem é Nath Finanças e por que ela ensina finanças para o pobre?

Anúncios