in ,

Mercosul e Reino Unido: como a relação pode se estreitar com o Brexit

Caso você não tenha lido as notícias dos últimos dias, saiba que finalmente o Reino Unido abandonou a União Europeia. Entenda que por “finalmente”, não estamos fazendo um julgamento de valor sobre o que aconteceu.  Na verdade, estamos nos referindo ao processo de saída após o referendo que aprovou o Brexit. Depois de um casamento problemático que durou cerca de 47 anos, o Reino Unido precisou esperar mais 3 até que a saída oficial acontecesse. Agora que isso já aconteceu, é valido pensar em como fica a relação entre Mercosul e Reino Unido.

Para situar você sobre a importância dessa relação, é importante falar sobre o que é o Mercosul.  Além disso, é importante entender a motivação para que o Brexit tenha ocorrido. Só aí há uma série de implicações para a economia local e mundial, o que nos leva de volta para o conceito de Mercosul. Para apreender bem o que isso significa, é necessário entender o conceito de organização internacional. Explicamos como esse tipo de ligação funciona mais abaixo.

Mercosul e Reino Unido
Entenda como o Brexit pode estreitar o relacionamento entre Mercosul e Reino Unido. (Foto: O Globo)

Entenda o que acontecerá entre Mercosul e Reino Unido com o Brexit

Antes de falarmos em Mercosul e Reino Unido, entenda que uma organização internacional é como um grupo de colegas que está acostumado a fazer o trabalho junto na escola. Pense em um conjunto de 5 crianças que fez um trato para desempenhar sempre as mesmas tarefas em um período determinado de tempo. Enquanto uma criança sempre é a responsável por providenciar materiais, outra delega tarefas e outra desempenha funções. Não necessariamente todas as atividades são iguais, mas cumprir com sua parte do trato é o que faz o relacionamento funcionar.

Efeitos da relação entre organizações internacionais

Tendo isso em mente, lembre-se que o Mercosul é uma organização internacional constituída por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Esse grupo se uniu para adotar políticas de integração econômica e aduaneira entre esses países. China e Bolívia também se relacionam com a organizações, porém como associados. Por outro lado, o Reino Unido também é uma organização. Igualmente, a União Europeia também é uma organização. Como já é de se esperar os membros de cada um desses grupos têm suas obrigações para com o todo. Trata-se de uma espécie de casamento.

Quando as organizações se relacionam, também há uma série de regras e imposições a que todos os membros estão sujeitos. No tocante ao Brexit, o Reino Unido, enquanto membro participante da União Europeia, encontrou-se insatisfeito com várias políticas e limitações. Sua saída implica em uma mudança ou aproximação com outros tipos de organização, como é o caso do Mercosul. Com relação a isso, circulam boatos de que o governo do Reino Unido tem a intenção de fechar um acordo de livre-comércio com o Mercosul em até dois anos após o Brexit.

Portanto, esse acordo entre Mercosul e Reino Unido pode ser extremamente vantajoso para o Brasil. Os desenvolvimentos decorrentes do estreitamento dessa relação ainda não estão totalmente delineados, mas notícias sobre isso logo surgirão. Assim, é importante ficar de olho para aproveitar oportunidades de emprego, intercâmbio e estudo. Para isso, não deixe de acompanhar nossos artigos, em que discutimos os tópicos mais atuais no que diz respeito à economia brasileira e global.

Foto: LinkedIn

déficit previdenciário

Déficit previdenciário de 318 bilhões sugere impacto pequeno da reforma em 2019 e 2020

Bolsonaro cortou gastos com educação

Bolsonaro cortou gastos com educação para investir em Defesa