in ,

Mercados globais são derrubados pelo aumento de casos de Coronavírus

A notícia de que mercados globais são derrubados por causa do Coronavírus a princípio parece não fazer sentido. Por que casos confirmados da doença têm o poder de afetar a economia global de maneira generalizada? É sobre isso que falaremos no post de hoje. A penas a título de contextualização, o Coronavírus tem infectado milhares de pessoas principalmente no local conhecido como o foco da doença. Trata-se da cidade de Wuhan, na China. O problema começou a se alastrar pelo país em dezembro, atingindo pessoas de várias nacionalidades até hoje.

Por causa da quantidade de pessoas afetadas, uma parcela considerável da sociedade chinesa ficou impossibilitada de trabalhar e ter uma vida normal. Hoje observamos atentos notícias de cidadãos e estrangeiros que vivem isolados ou em quarentena. Assim, essas pessoas estão vivenciando cenários de filmes de ficção científica em que nenhum de nós jamais desejaria estar. No entanto, a notícia de hoje é um sinal de que não só estes indivíduos estão sofrendo com a epidemia. Ela tem consequências importantes para o mercado e você precisa conhecê-las.

Mercados globais são derrubados
Entenda porque os mercados globais são derrubados quando uma doença como o Coronavírus se alastra. (Foto: Financials)

Mercados globais são derrubados quando o Coronavírus atinge mais pessoas: entenda

Em linhas gerais, a notícia de que mercados globais são derrubados por conta da doença se devem ao fato de que os investidores temem o poder da doença. A cada dia que passa, o temor de que a epidemia possa se alastrar aumenta. Nesse contexto, crescem também os receios de um impacto maior no crescimento global. Para que você tenha ideia do impacto, lembre-se que um dos piores momentos para a economia da Europa foi o resultado da votação do Brexit. Por sua vez, esse momento aconteceu em junho de 2016.

Com os novos casos da doença se alastrando, o mercado acionário europeu amargou. Há registros de perdas de US$ 474 bilhões (quase 2 trilhões de reais). Assim, nações que estavam se recuperando da crise econômica agora continuam em estado de alerta. Já na América a situação também é complicada. O Brasil tem a China como maior parceira comercial. Por esse motivo, nossa economia também é afetada pela deles. Nos Estados Unidos, mesmo diante de uma guerra comercial, os índices S&P 500 e Dow Jones registraram o pior desempenho diário em dois anos.

Com esse artigo, esperamos ter mostrado a relação entre a notícia de que mercados globais são derrubados e o avanço do Coronavírus. Com pessoas cada vez mais doentes ou afetadas pela doença, o crescimento mundial fica ameaçado e as empresas ficam desconfiadas quanto à perspectiva de apostar umas nas outras. Para continuar por dentro de como o Brasil e outros países estão reagindo a tudo isso, continue acompanhando os artigos aqui do Conseil Credit!

Fonte: G1

produtos do seu negócio

Diversificando os produtos do seu negócio: aprenda com a Ifood

como decorar a sua casa sem gastar muito

Como decorar a sua casa sem gastar muito em 2020