in

Dívidas do cartão de crédito: parcelar a fatura ou pagar o mínimo?

É sempre muito importante ter controle na hora de usar o seu cartão de crédito. Se você acabar gastando mais do que deve, você acabará o mês não tendo condições de pagar a sua dívida. Dessa forma, você terá que decidir se é melhor parcelar a fatura do cartão ou pagar o mínimo.

parcelar a fatura do cartão ou pagar o mínimo
Descubra se é melhor parcelar a fatura do cartão ou pagar o mínimo! (Foto: Divulgação)

Nunca é bom chegar nesse ponto. Em qualquer uma das alternativas você será obrigado a pagar um valor acima daquele que você realmente gastou. É por essa razão que é importante evitar a todo custo fazer despesas que você não sabe se conseguirá pagar depois.

Ainda assim, como diz o ditado, não adianta chorar sobre o leite derramado. Se você não tem condições de pagar a sua dívida, será necessário parcelar a sua fatura ou entrar no rotativo do cartão. Vamos refletir sobre as consequências de cada uma dessas escolhas?

Vale mais a pena parcelar a fatura ou pagar o mínimo?

Parcelar uma fatura nada mais é do que dividir o valor da sua dívida em frações que serão pagas nos próximos meses. Claro que essa operação envolve juros e, quanto maior for o número de parcelas, maiores serão as taxas.

Dessa forma, a melhor opção sempre é pagar o valor integral da sua fatura para que você não tenha que pagar no total um valor muito maior do que o anterior.

Quando você decide fazer o pagamento mínimo, você quita apenas 15% da fatura do cartão. O restante é cobrado no mês seguinte acrescido de juros muito maiores que aqueles que são cobrados no parcelamento do cartão.

Atualmente, só é possível optar pelo pagamento mínimo uma vez. Ou seja, se no mês seguinte, você não quitar o valor da sua dívida acrescida dos juros do rotativo, a sua fatura será parcelada. Assim sendo, não é possível escolher pagar o valor mínimo da sua fatura dois meses seguidos.

Isso se deve às mudanças que o Banco Central fez em 2017 nas regras do cartão de crédito. Antigamente, as pessoas que pagavam o valor mínimo por mais de dois meses seguidos acabavam se endividando de tal forma que perdiam o controle da sua dívida. Assim, as reformas que foram feitas protegem o consumidor, que não precisa pagar taxas de juros abusivas.

Tendo isso em vista, pode-se afirmar que é melhor parcelar a sua dívida do que pagar o mínimo do seu cartão. Pense que os juros serão menores e que você poderá contar com uma parcela fixa. Certamente você não irá querer entrar no rotativo do cartão e começar a pagar juros com valores altíssimos.

Nós do Clube Finanças esperamos que, neste artigo, nós tenhamos esclarecido se é melhor parcelar a fatura ou pagar o mínimo. Reiteramos que o recomendável é que você nunca deixe de pagar a parcela do seu cartão integralmente dentro do prazo. Assim, você conseguirá ter um controle real sobre a sua vida financeira.

juntar dinheiro mesmo recebendo salário baixo

Melhores formas de juntar dinheiro mesmo recebendo salário baixo

investimentos para quem quer comprar ações

Dicas de investimentos para quem quer comprar ações