Déficit previdenciário de 318 bilhões sugere impacto pequeno da reforma em 2019 e 2020

Anúncios

O enorme déficit previdenciário brasileiro é uma das grandes causas da aprovação da Reforma Previdenciária em 2019. No entanto, mesmo após essa aprovação, a previsão de melhora no rombo da Previdência não está dando muitos sinais de melhora. Caso você não tenha muita ideia do que está acontecendo e o quão importante é esse problema, nós trazemos uma explicação rápida. Em linhas gerais, não tem mais dinheiro para pagar por todas as pessoas que estão dependendo do sistema previdenciário. O rombo nas contas públicas hoje é de 318 bilhões.

Nesse contexto, a reforma surgiu com o objetivo de trazer um alívio para a dívida ao dificultar a entrada de novas pessoas no sistema. Assim, quem está iniciando sua vida de trabalho agora demorará muito mais para conseguir se aposentar. Essa é uma solução bastante lógica, mas que apresenta resultados que só serão sentidos posteriormente. O problema é que esse “posteriormente” pode demorar muito mais do que o cidadão brasileiro pensava. A Reforma já foi aprovada, mas teve impacto quase nulo em 2019. A previsão para o próximo ano também não é muito melhor.

Anúncios
déficit previdenciário
O maior déficit previdenciário dos últimos tempos foi computado em 2019. (Foto: Exame)

Previsões de impacto das alterações no déficit previdenciário

Uma informação que precisamos dar antes de qualquer coisa é que o rombo inevitavelmente aumenta a cada ano, quando mais e mais pessoas vão se aposentando. No entanto, é possível notar que as mudanças de um ano para o outro podem ser mais drásticas ou não. De acordo com dados do Ministério da Economia, o aumento do rombo foi o maior da série histórica só no ano passado. Estamos falando de um percentual de 10% de aumento em uma mudança de 289,413 para 318,441 bilhões de reais.

Talvez você não saiba, mas os efeitos da Reforma Previdenciária serão sentidos apenas a partir deste ano, apenas. Contudo, as alterações no déficit previdenciário ainda serão modestas. Considerando que temos uma dívida de 318 bilhões, estima-se que a economia feita em 2020 será de apenas 9 bilhões. Essa quantia não chega nem perto do necessário para tapar o rombo, o que coloca em xeque a efetividade da Reforma Previdenciária.

Anúncios
Anúncios

Tendo tudo isso em vista, parece que o brasileiro vai ter de esperar 2021 e os anos seguintes para ver mudanças efetivas nas contas públicas. Por hora, nós continuamos gastando mais do que temos e recheamos cada vez mais o déficit previdenciário. De todo modo, a perspectiva para o cenário econômico do país em 2020 é positiva. Para acompanhar notícias sobre a economia, continue acompanhando nossos artigos!

Fonte: G1

trabalho doméstico

Trabalho doméstico alcança número recorde em 2019! Entenda

Mercosul e Reino Unido

Mercosul e Reino Unido: como a relação pode se estreitar com o Brexit