Paulo Guedes em Davos: “o grande inimigo do meio ambiente é a pobreza”

Anúncios

Teve início hoje, em Davos (Suíça), o Fórum Econômico Mundial. Nesse evento, reúnem-se figuraças do mundo dos negócios. Além delas, estão presentes políticos e personalidades públicas diversas. Além de celebridades conhecidas por seu trabalho com a música, tal qual Bono Vox (U2), ativistas e ambientalistas renomados como Greta Thunberg também foram convidados. Nesse contexto, nomes à frente de países tais quais o presidente Jair Bolsonaro também se dirigiram para lá. No texto de hoje, você confere um pouco das falas de Paulo Guedes em Davos.

No geral, é esperado que muita gente discuta questões associadas ao clima e à preservação do ambiente. Isso ocorre porque o objetivo do evento esse ano é justamente esse, principalmente no que diz respeito a confirmar com os presentes a fidelidade ao Acordo de Paris. Com relação a isso, um dos momentos mais esperados de todo o evento, pelo menos em termos de polêmica, é o encontro entre a jovem ativista e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Sua divergência política já é bem conhecida desde 2019, ano em que Trump mandou Greta “relaxar”.

Anúncios
Paulo Guedes em Davos
Confira os pontos mais fortes da fala do ministro Paulo Guedes em Davos! (Foto: G1)

A fala de Paulo Guedes em Davos traz o foco da discussão sobre meio ambiente para o pobre

Tendo em vista a discussão em voga no evento, já era de se esperar pronunciamentos tanto do presidente quanto do ministro Paulo Guedes em Davos. No painel “Shaping the Future of Advanced Manufacturing“, o ministro afirmou que as pessoas destroem o meio-ambiente “porque estão com fome”. Assim, mais uma vez acabou colocando a culpa das mazelas mundiais nos mais necessitados. Escolha interessante, já que os responsáveis pela emissão de gás carbônico são as grandes empresas.

É necessário lembrar que são as ricas instituições presentes no evento as responsáveis por grande parte das consequências desastrosas do aquecimento global. Assim, ao contrário do que afirmou o ministro, parece ser a riqueza o maior inimigo do meio ambiente. Não a pobreza.

Anúncios
Anúncios

Enquanto Greta Thunberg alegou que precisávamos encerrar por completo nossas emissões de gás carbônico, Guedes defendeu uma segunda alternativa. Para ele, é necessário qualificar as pessoas para terem um emprego no sistema. Obviamente, está indo na contramão do que apontam os ambientalistas. Para eles, essas soluções não ajudam em nada.

Enquanto por um lado o nosso planeta é como “uma casa pegando fogo”, a fala de Paulo Guedes em Davos revela uma segunda preocupação. Para ele o problema não está no fogo, mas nas pessoas que não podem fazer nada senão assistir seu lar queimar. Para acompanhar estas e outras discussões, confira nossos outros posts!

Fonte: UOL

Cursos gratuitos no MIT para brasileiros

Cursos gratuitos no MIT para brasileiros: confira a iniciativa do grupo Santander!

auditoria de 48 mi do BNDES

Sem indício de corrupção: Saiba mais sobre a auditoria de 48 mi do BNDES